Sample Text

Empresa

A AMF Metal

A AMF Metal. surgiu para suprir as demandas do setor ferroviário por equipamentos e mão de obra. Hoje, presta serviços que vão desde a locação de ativos ferroviários, manutenção, reparação e fabricação de vagões e locomotivas de manobra até a reparação em locomotivas de grande porte. Entre seus clientes estão concessionárias da ferrovia, terminais logísticos multimodais, empresas que se utilizam do meio do modal ferroviário para chegada ou expedição de seus insumos, construtoras e empreiteiras e terraplenagens. São clientes da AMF Metal: Vale e Holcim Cimentos.
A AMF Metal acredita que não basta atender, é preciso também surpreender. Com grande expertise no segmento, seu principal diferencial está na capacidade em oferecer ações organizacionais que satisfaçam seus clientes por completo. Para isso, a empresa busca estar em contato constante, com um atendimento humanizado e focado sempre na personalização e melhoria dos serviços. Assim, a AMF Metal compreende as reais necessidades dos projetos, proporcionando também mais qualidade e segurança na operação ferroviária.
A AMF Metal tem como características marcantes a proatividade e a flexibilidade. Sem burocracia nos seus processos internos, a empresa atende prontamente suas solicitações, minimizando o tempo de resposta entre seus profissionais e o cliente. Prezando pela confiabilidade dos seus serviços, a AMF Metal ainda baseia seus negócios na ética, no diálogo e na transparência.
O conhecimento teórico e a habilidade na prática de seus profissionais, aliados ao seu entendimento sobre o mercado de atuação, garantem a excelência na execução do seu trabalho. Com máquinas de fácil manutenção e reposição de peças, a empresa conta com uma frota totalmente reformada e em perfeito funcionamento.

A História da Malha Ferroviária Brasileira

A história da malha ferroviária brasileira começou no ano de 1828, com a promulgação da primeira carta de lei do governo imperial incentivando as rodovias em geral. Mas foi apenas em 1854, com o Decreto Lei 641 vigorando, que o banqueiro e Barão de Mauá inaugurou a primeira ferrovia do país, conectando o Porto de Mauá à Raiz da Serra, na Província do Rio de Janeiro.

O Cenário Brasileiro Atual

Atualmente, os investimentos do governo em infraestrutura têm aquecido este mercado, provocando uma grande expansão e uma série de melhorias na malha ferroviária brasileira. Isso faz com que a necessidade demanda por equipamentos que possibilitem a movimentação de vagões em pequenos trechos e manobras cresça. Consequentemente, a redução de custos em logística é considerada o diferencial entre as indústrias.